Tag Archives: mulher

Terapia de compras

19 set

Tem doido de tudo quanto é jeito. Uns precisam ser internados para tratamento, outros caminham sem rumo e sem memórias, outros vão passar horas discutindo seus problemas e medos com seus analistas (Já fiz isso e recebi alta por duas vezes) e outros, ou melhor, outras, preferem gastar dinheiro fazendo compras.

A sensação de prazer durante as compras é indescritível. Escolher, visualizar, experimentar e decidir levar. Cada etapa tem um sabor. Mas, o clímax está na sensação de abrir a bolsa e tirar o cartão de crédito para pagar a conta.

O grande problema é quando a fatura chega. Levo cada sustoooooooo. Já prometi milhões de vezes que vou jogar esses pedacinhos de plástico no lixo mas, nunca consegui cumprir. Acho mais fácil convencer o marido que todas as compras foram essenciais, indispensáveis e de extrema urgência. 

Bjs

Nanda

Anúncios

Colo

29 ago

Quem disse que eu não preciso de colo?

Costumamos dar colo para nossos filhos mesmo que eles não peçam. Fazemos carinho, massagens, cafunés a todo momento. E quando eles choram, o colo é o nosso primeiro reflexo.

Quando os filhos crescem, o colo ainda é o principal refúgio deles para a resolução dos grandes problemas. O colinho da mamãe sempre é especial. Ele resolve a maioria dos problemas.

O problema que não encontro solução é: quem dá o colo para a mamãe???? Geralmente, as pessoas me olham e enxergam a Mulher Maravilha. A super heroína que resolve todos os problemas das outras pessoas e não tem nenhum problema próprio para ser resolvido.

Enfim… Vou gritar para todo mundo ouvir que eu também quero um colinho!

Bjs

Nanda

A TPM na minha vida

28 ago

A TPM em minha vida me deixa como se tivesse uma personalidade dupla. O humor oscila entre o amor e o ódio, entre a felicidade é a tristeza, entre a doçura e a aspereza.

Acho que deve ser muito difícil para o entendimento dos homens todo esse turbilhão de hormônios em uma mulher. É como se eu fosse várias mulheres em uma única mulher. Acordo, pela manhã, como uma princesa e vou me transformando em demônia, ao longo do dia.

O fato é que a TPM me transforma em uma pessoa mais agressiva e menos tolerante, mais sensível e carente, mais suscetível a crises de choro sem motivos específicos.

Depois, ela passa, tudo passa, e a vida volta a ser colorida como antes.

Bjs

Nanda

Óculos

24 ago

Quando os quarenta anos chega, a vida da gente começa a mudar. Acaba-se a necessidade de mostrar ao mundo que somos capazes e, passamos a viver de forma mais tranquila e em paz com nós mesmos.

O primeiro sintoma quando atingimos essa maturidade é a diminuição da visão. Para quem enxergava de perto perfeitamente, como eu, a visão embaçada é um verdadeiro suplício.

A única grande vantagem é que deixamos de ser tão exigentes com nós mesmos. Por exemplo: não me preocupo mais se a sobrancelha está perfeita, se a maquiagem está correta e simétrica, se a depilação está em dia… Deixei de enxergar esses detalhes há algum tempo. E, acreditem, passei a ser mais feliz. Eram coisas que me incomodavam ao primeiro fio de cabelo fora do lugar.

Agora, marco data e pronto. Nesse dia eu ponho a lupa, enxergo e conserto tudo o que está fora do lugar. Não fico mais sofrendo se vou a uma festa e esqueci de fazer as sobrancelhas, até porque, não sei se tem ou não algo fora do lugar.

Algo tem que ser bom com a idade, não é?

Bjs

Nanda

A culpada de tudo

15 ago

É muito comum as pessoas não se responsabilizarem por seus atos e elegerem um “culpado” para tudo aquilo que dá errado. Especialmente se existe uma pessoa que toma conta e toma para si a responsabilidade de tudo.

Sou bem assim, a super responsável por todo o funcionamento da família. Se precisamos morar, eu escolho desde o apartamento até a estampa das almofadas. Se precisamos comer, ninguém lembra sequer de comprar um pão. Ou eu providencio a comida ou morreremos de fome.

E assim por diante com todas as necessidades da casa como, por exemplo: troco lâmpada, conserto pneu furado, reparos de eletrodomésticos. 

O problema é quando alguma coisa dá errado…. Me transformo em culpada, sou julgada e condenada sem direito a defesa.

Por um lado, o sentimento de ter toda a responsabilidade do mundo é muito bom e me deixa orgulhosa mas, por outro, o peso nas costas é gigantesco e me faz pensar que só sou importante porque estou fazendo todo o trabalho necessário.

Acabo sentindo falta da parceria, da divisão de tarefas, do respeito aos meus erros e vontades. Onde será que errei?

Bjs

Nanda

Primeiro olhar

7 ago

Não sei vocês mas, eu acredito em amor à primeira vista. Quer dizer…. o amor é construído com o tempo e muito após a primeira vista mas, o primeiro olhar proporciona uma conexão de almas e corpos sem nenhum tipo de explicação que eu conheça.

O olhar arrepia, dá um frio na espinha, causa a sensação de borboletas na barriga e, você se pergunta qual o motivo daquele “frisson”.

A letra da música de Tunai traduz um pouco desse sentimento: 

“Meu coração pulou,

Você chegou, me deixou assim

Com os pés fora do chão

Pensei: Que bom!

Parece, enfim, acordei.”

O olhar te mostra que aquela pessoa é a escolhida, é especial, combina com você. Então, a imaginação começa a trabalhar já prevendo o futuro juntos. 

Felizes são aqueles que conseguem se encantar com alguém em um primeiro olhar!

Bjs

Nanda

Depois de entrar nos “enta “…

2 jun

Quando temos vinte ou trinta anos somos super saudáveis e nada de ruim nos acontece. Estamos prontos para qualquer aventura e em qualquer momento.

Quando completamos quarenta anos, tudo começa a mudar. O braço fica curto para a visão ter foco. Ô trabalheira que é conseguir ler uma bula de remédio. As dores de coluna começam a surgir. A lombar e a cervical já não são mais as mesmas.

E as coisas vão piorando: osteoporose aparece e o tratamento é iniciado. Com o uso da medicação, surge o refluxo gástrico e, mais remédios a tomar. Unhas fracas e cabelo caindo, mais vitamina para dentro. E o peso que insiste em fazer parte da sua vida…. Haja dieta!!!!

Mais exames passam a fazer parte da rotina: mamografia, utrassonografias diversas e check ups semestrais. Até o cálculo renal resolve aparecer e causar aquela dor medonha! 

A sorte é que a paciência e a resiliência passam a fazer parte da nossa personalidade e conseguimos lidar muito bem com a nova realidade de ser uma quarentona!

Isso porque eu nem vou falar da menopausa pois, pelo menos esse problema não me pertence…

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: